Colin Campbell em Lisboa

Assista aqui ao seminário

 

18 de Junho || 14h00-18h
Auditório da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa || Campus de Campolide

Entrada livre, sujeito a inscrição prévia e confirmação.
Faça a sua inscrição aqui.

Adira ao Evento no Facebook e obtenha actualizações mais rápidas.

 

Seminário “Nutrição: Factos e Mitos”
As doenças degenerativas decorrem daquilo que comemos?

Para responder a esta e outras questões, estará em Portugal pela primeira vez o Dr. Colin Campbell - responsável pelo Estudo da China (The China Study ) o maior estudo epidemiológico sobre o efeito da alimentação e estilo de vida na saúde.
O Estudo da China produziu mais de 8000 associações significativas entre diversos fatores alimentares e várias doenças, aferindo uma relação entre a alimentação, o estilo de vida e as doenças degenerativas modernas.

Numa iniciativa inédita promovida pela Direção Geral de Saúde, Administração Central do Sistema de Saúde, Instituto Macrobiótico de Portugal e organizada pela Secretaria Geral do Ministério da Saúde, decorre no dia 18 de junho, pelas 14h00, o Seminário “Nutrição: Factos e Mitos”.
Este debate poderá fazer a diferença na saúde e na vida de muitos portugueses. Com presença do Secretário de Estado - Fernando Leal da Costa  e do Diretor Geral de Saúde – Dr. Francisco George, este será um palco de debate interessante sobre a saúde e alimentação na atualidade.

Será que, como diz o Dr. Colin Campbell no Estudo da China, “o principal problema de saúde está associado à ingestão de laticínios e de carne”?

 

Sobre o Dr. Colin Campbell
Nascido nos EUA em 1934, T. Colin Campbell é um bioquímico que se especializou no efeito da nutrição na saúde.  Em 1961 doutorou-se em nutrição, bioquímica e microbiologia pela Universidade de Cornell.
Foi consultor sénior do “American Institute for Cancer Research” e faz parte do corpo consultivo do “Physicians Committee for Responsible Medicine”.
É, desde 1978, membro de imensos comités na “United States National Academy of Sciences”.
Foi um dos principais cientistas  a coordenar o China Study, o maior estudo epidemiológico sobre a relação entre alimentação, estilo de vida e as doenças degenerativas modernas.
Em 2010, após cirurgia cardíaca, Bill Clinton adotou as recomendações alimentares do Dr. Campbell, do Dr. Esselstyn e do Dr. Dean Ornish.

Sobre o Estudo da China
O Estudo da China (The China Study)  é o maior estudo epidemiológico jamais realizado sobre o efeito na saúde da alimentação e do estilo de vida.
Foi um empreendimento colossal realizado pelas Universidades de Cornell nos EUA, Oxford no Reino Unido e com o apoio da Academia Chinesa de Medicina Preventiva.
O estudo foi liderado pelo Dr. Colin Campbell, após centenas de estudos realizados em laboratório sob a tutela da “American Cancer Society” e dos “National Institutes of Health” (EUA) e pesquisa realizada por diversos cientistas em diferentes partes do Mundo.
Foi escolhida a China como local para pesquisa, pelo facto de existirem milhões de chineses que nascem e morrem no mesmo local, sem grandes alterações nos hábitos de vida ou alimentares, o que contribui para que os resultados sejam mais fidedignos.
O Estudo da China produziu mais de 8000 associações significativas entre diversos fatores alimentares e várias doenças, o que fez com que o “New York Times” o apelidasse do “Grande Prémio da Epidemiologia”.

 

Artigo de Francisco Varatojo sobre o livro "The China Study"

 

 

Outro Local: 
Auditório da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Data: 
18 Junho 2014
Horário: 
14h - 18h